sexta-feira, agosto 12

Tecidos sustentáveis

Você conhece, compra, usa???


Sempre me interessei por esses assuntos de sustentabilidade e principalmente
 reciclar e reutilizar os mais diversos materiais
 que estão no nosso dia-dia.

Os tecidos sustentáveis são  desenvolvidos  a partir de 
bambu, garrafas pet, e acreditem se quiserem até de 
 fibras da proteína do leite.

As tendências da moda vem e vão e com isso 
as pessoas acabam descartando suas roupas.
O que hoje era moda, amanhã já não é mais e com isso
os materiais descartados como o couro e o nylon
demoram até 50 anos para se decompor.

Vamos conhecer alguns dos tecidos:

  • Tecido de banana:
As folhas e caules da planta podem ser usadas para a criação
de tecidos sustentáveis,  com essa parte são confeccionados tecidos 
para toalhas de mesa, roupas,cortinas... 
A camada interna da bananeira é utilizada
para criar tecidos finos, com eles são confeccionados 
sares indianos e quimonos japoneses.



  • Fibra à base de milho
(Ingeo Nature Works LLC, nome do tecido) Feito à partir
  do amido de milho fermentado, em vez do petróleo.
 Ingeo também é incorporado em plásticos bio de embalagens,
 filmes e produtos eletrônicos.
O material utiliza  o carbono e açúcar armazenado nas plantas,
 para fazer biopolímeros. A resina resultante é moldada por injeção,
 em materiais utilizados para fazer os texteis  e plásticos.
                                                                        

  • Fibras de proteína do leite
Caseína é uma proteína encontrada na bebida láctea,
que é utilizada para produção de fibras que podem ser usadas na fabricação
de roupas, papel e itens hospitalares.
1 kg de fibra demora 5 minutos para ser feito e consome 
somente 2 litros de água.


  • Tecido de madeira
A companhia BARTEX desenvolveu um tecido a partir de casca de árvores, 
chamadas  Mutuba, são cultivadas florestas na Uganda.
Utilizado  em customização de roupas  e móveis, pode ser convertido 
em lã, couro e madeira.Além de ecologicamente correto
o tecido usa baixo consumo de água e energia para sua produção.




  • Fibra de bambu
É biodegradável e antibactericida e propicia maciez sendo usado nas 
quatro estações, tem função termodinâmica, quente no inverno
e frio no verão. A planta é de crescimento rápido e não
necessita fertilizantes e pesticidas.




  • Garrafas Pet
Muitas garrafas e afins já são convertidos em fibras para
produção de vestimentas. Combinado com o algodão, tornam-se 
tecidos resistentes e super confortáveis.


  • Juta
Muito abundante na região Amazônica, a planta precisa
só de água para ser cultivado. O tecido é bastante utilizado 
em artesanatos e decoração.



  • Algodão orgânico
Cultivado sem pesticidas e fertilizantes químicos,
para ser considerado  100% orgânico o uso de pigmentos  naturais
é necessário para o tingimento. Também já existe 
algodão com cores diferentes colhidas na plantação.




  • Morphotex
Fibra desenvolvida usando nanotecnologia. Inspirado no princípio cromogênico
da borboleta Morpho que habitam áreas amazônicas da África do Sul.
 um arco-íris de acordo com a intensidade e o ângulo de luz,
devido à sua estrutura única da fibra.
Como  não há nenhum  processo de tingimento o tecido 
poupa energia e miniminiza  o desperdício principalmente
de água, comparado aos métodos  convencionais.




Deve ter outras mais por aí, mas essas são algumas das que encontrei
eu gostaria de usar alguns pra dar minha opinião, quanto à qualidade,
aspectos e por aí vai...

♥♥ Bjinhos criativos ♥♥




Um comentário:

  1. Oi Monica, que legal! Uma vez comprei alguns tecidos orgânicos no Etsy. Eram próprios para bebês, mas importados é caros. Também já tingi com urucum, casca de amoreira e cúrcuma. Ficaram bonitos. Bjs

    ResponderExcluir

deixe aqui seu comentário,dúvidas e sugestões
conversando a gente se entende !!!